sábado, 22 de julho de 2017

sem título

quando ouço as conversas
já quase ninguém lembra o teu nome
e eu penso

isso não faz sentido

porque como pode alguém esquecer
o nome da única flor que sobrevive ao inverno

nem a extinção da humanidade
nem uma nuvem que envolva o globo
ou a acidificação dos oceanos todos
pode tornar sequer compreensível
que se suma o teu nome de todas as palavras.

Sem comentários: